quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

O Arrebatamento da Igreja - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA – Casa do Saber)

Entendemos ser conveniente antes de falarmos sobre o ARREBATAMENTO DA IGREJA, firmarmos três convicções -

1 - Convicção de que Jesus vem realmente - 
Um dos sinais da Vinda de Jesus, é, exatamente, a incredulidade quanto à mesma, conforme ensinou o Apóstolo Pedro - "Sabendo primeiro isto: que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências e dizendo: onde está a promessa da sua vinda? Porque desde que os pais dormiram todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação" - II Pedro 3:3-4. Nós, porém, precisamos crer que Jesus vem, realmente, porque cremos na Palavra de Deus e ela afirma que Jesus virá. Esta promessa foi feita pelo próprio Jesus, quando, antes de sua morte e de seu retorno ao céu, disse - "E, se eu for e vos preparar lugar, virei outra vez e vos levarei para mim mesmo, para que onde eu estiver, estejais vós também"- João 14:3. Sabemos que ele morreu, ressuscitou e foi, portanto, temos uma firme convicção que ele virá para cumprir a promessa de levar a Sua Igreja para estar, eternamente, com Ele, no céu. Você pode crer nisto?

2- A promessa de Sua Vinda confirmada pelos anjos - 
Quando, logo após sua ascensão ao céu, estando os seus discípulos - "... com os olhos fitos no céu, enquanto ele subia, eis que junto deles se puseram dois varões vestidos de branco, os quais lhes disseram: varões galileus, por que estais olhando para o céu? Esse Jesus, que dentre vós foi recebido em cima no céu, há de vir, assim como para o céu o vistes ir" - Atos 1:10-11. É claro que os anjos não sabem quando ele virá, mas sabem que ele virá, pois conhecem sua promessa.

3- Uma promessa confirmada pelos apóstolos -  
a) O testemunho de Pedro - "O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia... Mas nós, segundo a sua promessa aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça"- II Pedro 3:9 e 13. b) O testemunho de João - "E agora, filhinhos, permanecei nele; para que quando ele se manifestar, tenhamos confiança e não sejamos confundidos por ele na sua vinda" - I João 2:28. c) O testemunho de Paulo - "Dizemos-vos, pois, isto pela palavra do  Senhor: que nós os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. Depois nós os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor"- I Tessalonicenses 4:15-17. Assim temos que - o Senhor Jesus prometeu que viria; os anjos e os apóstolos creram e proclamaram a promessa de Sua Vinda. Então, eu e você, que pela misericórdia de Deus, cremos em Sua Palavra, precisamos firmar a CONVICÇÃO QUE JESUS VEM, REALMENTE!
COMO E QUANDO JESUS VIRÁ -  O assunto referente ao arrebatamento da igreja é tão importante que, tanto o Senhor Jesus como também os apóstolos, por inspiração do Espírito Santo, procuraram deixar registradas no Novo Testamento todas as informações necessárias a fim de que aqueles que esperam pela vinda de Jesus, não fossem pegos de surpresa naquele dia. Apenas o dia e a hora foram mantidos como um mistério não revelado. Todas as tentativas já feitas, e que ainda serão, no sentido de revelar esse mistério, certamente que fracassarão. O dia e a hora permanecem no conselho de Deus! Assim, entre as muitas revelações, uma delas é - COMO JESUS VIRÁ.

Sobre este assunto, estaremos por alguns dias, procurando entender o porquê ELE VIRÁ COMO LADRÃO, conforme escreveu Paulo em I Tessalonicenses 5:2 - "Porque vós mesmos sabeis muito bem que o Dia do Senhor virá como ladrão de noite". Num segundo momento estaremos considerando, na expressão, "de noite", sobre QUANDO JESUS VIRÁ. Sabemos que Jesus virá buscar aquela que ele declarou ser a SUA IGREJA, quando afirmou que - "... sobre esta pedra edificarei a minha igreja..." Mateus 16:18. Ele virá, pois, buscar aquela igreja que, por direito, lhe pertence, visto que seus membros não foram por ele comprados - "... com coisas corruptíveis, como prata ou ouro... mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado" - I Pedro 1:18-19. Portanto, a figura do ladrão foi usada para facilitar o nosso entendimento sobre como será o arrebatamento. Sabendo como age o ladrão, saberemos o que acontecerá no DIA DO ARREBATAMENTO DA IGREJA. Naquele dia ele virá à semelhança do modo de agir do ladrão.

0 comentários:

Postar um comentário