segunda-feira, 16 de novembro de 2015

A edificação da nossa casa espiritual - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé..." - Judas, 20.

Duas verdades podemos extrair desta passagem bíblica - a edificação de nossa casa espiritual e a base, ou o terreno, sobre a qual erguemos a construção. Nesta oportunidade falaremos apenas sobre a primeira.  Fica claro que a edificação da casa espiritual de cada um deve ser um trabalho individual ou pessoal. Os pais não podem edificar para os filhos e nem os filhos para os pais; a esposa não pode edificar para o esposo e nem este para a esposa. Se assim não fosse, um crente rico poderia contratar uma equipe formada por crentes consagrados, de oração, de fé, para edificar a casa dele. Felizmente, não pode! "De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus." - Romanos 14:12. PENSE NISTO! VOCÊ ESTÁ EDIFICANDO SUA CASA ESPIRITUAL?

Ter o "coração na mão direita" - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)



"O coração do sábio está à sua mão direita, mas o coração do tolo está à sua esquerda." - Eclesiastes 10:2.

Em Israel, bem como no Oriente Médio, o lado esquerdo era inferiorizado. O lado direito era considerado lugar de honra e a posição de maior proteção. Na Bíblia, mão é símbolo de trabalho, fala de fazer a obra de Deus. Assim, ter o "coração na mão direita" significa fazer a obra que temos que fazer, com dedicação, com amor e da melhor forma que nos for possível fazer. PARA FAZER A OBRA DE DEUS EM QUAL DAS MÃOS ESTÁ O SEU CORAÇÃO? PENSE NISTO!

Porque Deus fez o homem diferente de todas as demais criaturas - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

Todos os ANJOS foram criados com uma só natureza - a natureza ESPIRITUAL. Porque eles foram criados para viver no céu. Todos os ANIMAIS foram criados com uma só natureza - a natureza MATERIAL. Porque eles foram criados para viver na terra.

Porém - todos os homens foram criados com DUAS NATUREZAS - Uma natureza MATERIAL para viver na terra e uma natureza ESPIRITUAL para viver no CÉU.  Podemos pensar, portanto, que se o homem não tivesse pecado, ele viria a ter trânsito livre tanto na terra como no céu. Este, acreditamos, era o projeto de Deus. PENSE NISTO!

Moscas no perfume - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Assim como a mosca morta faz exalar mau cheiro e inutilizar o unguento do perfumador..." - Eclesiastes 10:1. 

"Unguento" é sinônimo de "perfume". No Oriente produziam-se os melhores perfumes da terra. Porém, se uma mosca, uma das pragas do Oriente, mergulhava no melhor e mais caro vaso de perfume, morrendo, seu corpo ao decompor-se estragava todo perfume, que passava a exalar mau cheiro, tornando-se imprestável. Uma mosca, algo tão insignificante, podia estragar o melhor perfume, tornando-o asqueroso, nojento, tendo que ser jogado fora! Segundo escreveu Paulo - "... para Deus somos o bom cheiro de Cristo..." - II Coríntios 2:15. Portanto, nosso corpo é o frasco que contém o mais fino de todos os perfumes - "o bom cheiro de Cristo". Não permita que nenhuma "mosca" penetre nesse "frasco", contaminando-o e dele passe exalar o "mau cheiro da carne". PENSE NISTO!

Um tratamento respeitoso de um filho à sua mãe

O filho era um rei - O GRANDE REI SALOMÃO. Sua mãe - BATE SEBA, não era a rainha, mas era sua mãe!

Ela tinha um pedido a lhe fazer e foi ter com ele, porém, não tinha audiência marcada no Palácio - "Assim, veio Bate Seba ao Rei Salomão... e ele se levantou a encontrar-se com ela e se inclinou diante dela; então, se assentou no seu trono e fez por uma cadeira à mãe do rei, e ela assentou à sua direita". I Reis 2:19. "Direita", o lugar de honra! Perceba que o rei interrompeu suas audiências, levantou-se, foi ao seu encontro "e inclinou-se diante dela". Embora sendo rei, curvou-se diante de sua mãe. É o menor que se curva diante do maior. Um rei não se curva diante de ninguém. Mas o rei Salomão curvou-se diante de sua mãe, reconhecendo, publicamente, sua superioridade como mãe. Uma atitude digna de ser imitada por todos os filhos! Como você que não é um grande rei, como era Salomão, trata sua mãe? E o seu pai? PENSE NISTO!


"Melhor é a boa fama do que o melhor unguento..." - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Melhor é a boa fama do que o melhor unguento..." - Eclesiastes 7:1. Ou, como diz A Bíblia, na Linguagem de Hoje - "O nome limpo vale mais do que o perfume mais caro...". Uma "boa fama" está ligada a um bom nome, ou a um "nome limpo". Em Provérbios 22:1, o mesmo Salomão diz que -"Mais digno de ser escolhido é o bom nome do que as muitas riquezas...". Realmente, as riquezas e os mais caros perfumes podem ser adquiridos por marginais, corruptos, foras da lei, pelos ímpios e ateus, porém, a "boa fama", fruto de um bom nome, precisa ser conquistada, não estando à venda em nenhuma das mais caras vitrines. A "boa fama", ou o "bom nome" é uma conquista que pode exigir muito tempo, contudo, perdê-la pode ser consequência de apenas um momento impensado! Para você que diz ter o nome de "CRISTÃO", como está o SEU nome? PENSE NISTO!





Reflexão - parte de um Provérbio de Salomão - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Há quem se faça rico, não tendo coisa nenhuma...", ou como diz - A Bíblia na Linguagem de Hoje - "Algumas pessoas não tem nada, mas fazem de conta que são ricas..." - Provérbios 13:7. Salomão nos ensina que é melhor ser o que a gente realmente é. Porém, a falta de humildade leva algumas pessoas a sustentar uma aparência que, na verdade, é hipocrisia e falsidade. São pessoas infelizes! Isto é falta de conhecimento da Palavra de Deus. Ninguém será feliz se não estiver em paz com Deus, consigo mesmo e com o seu próximo. PENSE NISTO!

Um erro do rei Salomão que não deve ser repetido - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

Segundo A PALAVRA DE DEUS ele não devia fazer alianças com as nações pagãs. Contudo, ele fez! Em consequência ele absorveu destas nações seus maus costumes, sua idolatria, entregando-se aos prazeres do "mundo". Nesta condição não podia perceber o prejuízo espiritual sofrido pela nação, embora esta tivesse se tornado muito rica por haver ele introduzido no reino a abundância do "ouro de Ofir e da prata de Tarsis". E PENSAR QUE AINDA HÁ QUEM CONFUNDA PROSPERIDADE E RIQUEZAS MATERIAIS COM SENDO SINAL DE ESTAR BEM COM DEUS! PENSE NISTO!

O "nosso" corpo pertence a Deus - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


O CORPO NO ALTAR - "Rogo-vos, pois, irmãos... que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus..." Romanos 12:1. Pela Lei de Moisés, embora a redenção fosse pelo sangue, exigia-se a presença do corpo do animal para o sacrifício. No caso do "holocausto" o corpo era queimado até virar cinzas. Não era possível levar apenas o sangue ao sacerdote - exigia-se a presença do corpo. Lá era real e literal, porém, o sacrifício, simbolicamente, apontava para a Dispensação da Graça, na qual Deus não quer apenas parte do homem, ou seja, sua alma e seu espírito - Ele quer também o corpo no altar.

A FILOSOFIA DOS GREGOS E O ENSINO DE PAULO - Para os gregos, bem como para as religiões pagãs, o corpo devia ser um instrumento de prazer. Os gregos não criam na ressurreição. Assim, tudo o que se fizesse por meio do corpo não tinha importância para Deus. Diziam que "... os alimentos são para o ventre...", ou seja: o homem deve alimentar seu corpo, porque ele precisa de alimento. Aplicavam este princípio também ao sexo, pois uma vez que haja sexo, o homem precisa fazer uso dele. Paulo reconhece que o alimento é para o corpo e que o corpo precisa de alimento - porém, quanto ao ato pecaminoso do sexo, ele diz que o corpo não foi feito para a prostituição - "Mas o corpo não é para a prostituição, senão para o Senhor, e o Senhor para o corpo." - I Coríntios 6:13. 

O CORPO COMO TEMPLO DE DEUS E MORADA DO ESPÍRITO - "Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?" - I Coríntios 3:16. Sendo, como é, uma pergunta feita por Paulo, certamente que aqueles que não conhecem A PALAVRA DE DEUS, com certeza não sabem. Porém, aqueles que são crentes e que conhecem a doutrina bíblica, sabem que - um corpo que serve de morada de demônios, um corpo depositário de todas as espécies de vaidades existentes no "mundo", um corpo usado para satisfação das concupiscências da carne NÃO PODE SER O TEMPLO DE DEUS E A MORADA DO ESPÍRITO. 

O CORPO É MEU; FAÇO DELE O QUE EU QUERO - Esta afirmação só pode ser feita por quem não conhece a PALAVRA DE DEUS. Biblicamente, ninguém é dono de nada. Tudo pertence a Deus, inclusive nossa vida e nosso corpo. O Apóstolo Paulo reafirma o direito de propriedade de Deus sobre o nosso corpo e mostra o caminho bíblico da utilização correta do mesmo - "... glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus." - I Coríntios 6:20. VOCÊ ESTÁ GLORIFICANDO A DEUS COM O CORPO QUE ELE LHE DEU? PENSE NISTO!


Davi desejava morar na Casa do Senhor - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Uma coisa pedi ao Senhor, e a buscarei; que possa morar na casa do Senhor, todos os dias de minha vida ..." - Salmo 27:4.
MORAR ... por toda vida! Não apenas visitar vez por outra! MORAR ... e não pretender transformar a Casa do Senhor num "pronto socorro", procurando-a somente quando sofrer um acidente ou quando necessitando de ajuda. MORAR ... e não desejar transformá-la numa espécie de "casa de repouso ou de recuperação" para se curar do "Stress". MORAR ... e não buscá-la apenas como um lugar de refúgio até que passe a "tempestade". MORAR TODOS OS DIAS - Haja o que houver, aconteça o que acontecer, na saúde ou na doença, na ventura ou na desventura, na alegria ou na tristeza - no alto do "monte" ou no fundo do "vale". SER UM CRENTE FIEL EM TODO O TEMPO! SERIA ESTE O MEU E O SEU PROPÓSITO? PENSEMOS NISTO!


Você é um verdadeiro adorador? - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


O verdadeiro adorador adora a Deus quando está no "alto do monte" desfrutando de suas bênçãos materiais; mas, também adora a Deus quando está no "fundo do vale" aprendendo a viver sem suas bênçãos materiais. Paulo era um verdadeiro adorador, pois podia dizer - "Sei estar abatido e sei também ter abundância ... tanto a ter fartura como a ter fome, tanto a ter abundância como a padecer necessidade." - Filipenses 4:12.

O paraíso prometido por Jesus não está aqui na Terra - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

Um homem de Deus responsável e conhecedor da Palavra de Deus não pode ensinar que a vida do crente é feita só de alegrias, saúde e prosperidade. A CRUZ É SÍMBOLO DE SOFRIMENTO. Escondê-la para atrair os pecadores não é bíblico, "vender" ilusões não é honesto! Tal como no passado, continua existindo "águas amargas", "serpentes ardentes", "fornalhas de fogo", "covas de leões", "cárceres fétidos", "Ilhas de Pátmos", pois foi Jesus quem disse - "... se alguém quer vir após mim... tome cada dia a sua cruz, e siga-me." - Lucas 9:23. PENSE NISTO!


A Palavra de Deus- uma espada de dois gumes - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais penetrante do que qualquer espada de dois gumes...". A tradução na linguagem de hoje, diz que ela "... corta mais do que qualquer espada afiada dos dois lados." Hebreus 4:12. Das armas brancas, o punhal tem uma só função: serve apenas para perfurar; a faca e o facão perfuram e cortam de um só lado; porém, a espada penetra e corta dos dois lados. Assim, simbolizada pela espada, significa que ela penetra até a alma e o espírito do homem e produz dois efeitos - "quem crer" ela mostra o caminho da salvação e leva o homem para o céu; este é um dos lados ou "gumes" da espada; "quem não crer”, ela mostra o caminho da perdição e leva o homem para o inferno, este é o outro lado ou "gume".

Por isso o Senhor Jesus disse - "... Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura ... quem crer será salvo... quem não crer será condenado". Marcos 16:15-16. Esta é a função dos "dois fios" ou "dois gumes" da espada - Pelo ouvir a PALAVRA DE DEUS, aceitando-a, o homem SERÁ SALVO"; rejeitando-a, o homem "SERÁ CONDENADO". PENSE NISTO!







Duas classes de pessoas e dois lugares na eternidade - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


A humanidade é dividida pelos homens em diversas categorias de pessoas, tais como - homens e mulheres, ricos e pobres, feios e bonitos, sábios e ignorantes, bem como em diversas outras divisões e subdivisões. Porém, para Deus, segundo podemos extrair do Salmo 1:6, existem apenas duas classes de pessoas - JUSTOS E ÍMPIOS - "Porque o Senhor conhece o caminho dos justos; mas o caminho dos ímpios perecerá". Assim, são dois tipos de pessoas, duas portas por onde terão que entrar: dois caminhos, dois senhores, dois lugares na eternidade - COM DEUS NO CÉU OU COM SATANÁS NO INFERNO. Não existe, biblicamente, uma terceira opção. PENSE NISTO!

Jó - do alto do "monte" ao fundo do "vale" - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

DEUS PROVA OS JUSTOS - O Senhor prova o justo...”- Salmo 11:5. O Profeta Isaías disse: “Quando passares pelas águas... quando passares pelo fogo...” Isaías 43:2. "ÁGUAS" simbolizam “lutas”, “dificuldades”. “FOGO” fala de provação. A Palavra de Deus diz - "quando". Ela não diz que não passaremos, mas diz - "quando passares". Esse "quando" fala da possibilidade de passarmos pelas “águas” e pelo “fogo”. Portanto, se você está entre aqueles que a Bíblia chama de "justo" por ter sido “JUSTIFICADO PELA FÉ”, então você está sujeito a passar pelas “ÁGUAS” e pelo “FOGO”. 

A Bíblia fala do "DIA DA ADVERSIDADE" e do "DIA DA CALAMIDADE" - Salmo 27:5 e 18:18. Estes dois dias chegaram para Jó, transportando-o do alto do "monte" para o fundo do "vale". Jó desfrutou a prosperidade material e espiritual por muitos anos, até que seu "dia da adversidade”, seguido pelo da "calamidade", chegasse. ADVERSIDADE é infortúnio, má sorte, contratempos, dificuldades. CALAMIDADE é algo mais forte, significa catástrofe, grande desgraça. Ele sofreu uma série de golpes tão rápidos e inesperados que mal ocorria um, já lhe sucedia outro. Aconteceu com Jó, o homem que recebeu de Deus o testemunho de que ele era seu servo e que não havia na terra ninguém que fosse semelhante a ele - "... homem sincero, reto e temente a Deus..." Jó 1:1. Aconteceu com Jó, pode acontecer comigo e com você! ASSIM, PROCUREMOS ENCHER, NESTES TEMPOS DE BONANÇAS, NOSSA "DISPENSA ESPIRITUAL" PARA QUE TENHAMOS SUPRIMENTOS PARA RESISTIR COMO RESISTIU JÓ. PENSE NISTO!

Tentar é a função de Satanás, Pecar é a opção do homem - - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


JOSÉ FOI TENTADO - RESISTIU E VENCEU - Gênesis 39:7-12. José, um jovem com cerca de 20 anos, cheio de saúde, "... formoso de aparência e formoso à vista." - Gênesis 39:6, foi tentado por uma mulher, certamente também formosa à vista - resistiu à tentação, fugiu e venceu! Na tentação da carne, em se tratando de sexo, muitos afirmam que sabem até onde podem ir, porém, o pensamento bíblico é diferente - A BÍBLIA MANDA FUGIR - I Coríntios 6:18. Aqui, fugir não é covardia, é prudência!

PECAR É UMA OPÇÃO, NÃO UMA OBRIGAÇÃO. Satanás é chamado de "o tentador" - Mateus 4:3. Tentar é a sua função, mas obrigar o homem a pecar é um poder que não lhe foi concedido. O homem peca "quando é atraído e seduzido pela sua própria concupiscência." Tiago 1:14.

DAVI FOI TENTADO - CEDEU E PECOU - Davi, o homem segundo o coração de Deus - I Samuel 13:14, foi tentado ao ver uma linda mulher nua ou seminua - II Samuel 11:2. Não podemos evitar que nossos olhos vejam as coisas belas ou feias. Ver uma mulher formosa não é pecado! Se Davi tivesse voltado para seus aposentos, pegasse sua abençoada harpa e começasse a dedilhar um de seus maravilhosos salmos de adoração a Deus, aquela atraente imagem sairia de sua mente e não desceria ao seu coração. Mas Davi deu asas à imaginação, acariciou seus desejos... e isto o levou ao pecado. Colocar aquela linda e sensual mulher à sua vista foi o trabalho de  Satanás - Pecar foi uma opção de Davi!

SER TENTADO NÃO É PECADO - PECADO É CEDER À TENTAÇÃO. "Bem-aventurado o varão que sofre a tentação..." - Tiago 1:12. A "bem-aventurança" fala de uma coisa boa, mas, toda tentação representa um perigo para a pessoa que está sendo tentada. PERIGO E BEM-AVENTURANÇA? Num primeiro momento parece ser uma situação paradoxal, contraditória. São duas coisas contrárias, uma deveria anular a outra. Porém, é possível entender a expressão colocada por Tiago. A situação de perigo está no campo de batalha enquanto o homem de Deus está em combate direto com seu maior inimigo - Satanás. Nesta batalha, sendo vencido - NÃO HAVERÁ BEM-AVENTURANÇA! Porém, o homem de Deus pode vencer, NÃO CEDENDO À TENTAÇÃO. Assim, PARA O VENCEDOR, QUANDO NO PÓDIO, só há alegria, felicidade, "bem-aventurança"! Tiago estava com a razão! PENSE NISTO!



Reflexão sobre a Tentação e a Provação - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Ninguém sendo tentado diga: de Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal e a ninguém tenta." Tiago 1:12. Tentação, no grego, no hebraico, no latim e no português tem o mesmo sentido - é todo estímulo que procura levar o homem ao pecado e todo pecado separa o homem de DEUS. Então, jamais Deus fez ou fará uso da tentação. Biblicamente, a TENTAÇÃO É UM INSTRUMENTO EXCLUSIVO DE SATANÁS. Ele não precisa de autorização para fazer uso dele e pode usá-lo contra quem desejar. O próprio Jesus foi tentado por ele. Para melhor entender este assunto, falaremos sobre os dois instrumentos que Deus usa em relação ao homem - CORREÇÃO E PROVAÇÃO e veremos a diferença dos mesmos, face à TENTAÇÃO.

"Meus irmãos, tende grande gozo quando cairdes em várias tentações." (Tiago 1:2). Sentir "grande gozo", ou grande alegria pelo fato de ser tentado dá-se a impressão de que a "tentação" é uma coisa boa e agradável. Porém, as coisas boas sempre vêm da parte de Deus e, no entanto, o versículo 13 diz que Deus "a ninguém tenta", mas, ao mesmo tempo em Gênesis 22:1, diz "... tentou Deus a Abraão". Como entender estas passagens bíblicas? Lembre-se: na Bíblia não há contradição!

O NOVO TESTAMENTO foi escrito na língua grega. Assim, no original, em Tiago 1:2 encontramos a palavra grega "peirasmos". Esta expressão "peirasmos" é muito abrangente, podendo significar toda espécie de provação, aflição, tribulação, incluindo a tentação. João Ferreira de Almeida, em sua tradução, podia usar qualquer um destes sinônimos e preferiu usar o termo "tentação". Na tradução do Padre Figueiredo, aprovada pela Igreja Católica, ele traduziu por "várias tribulações". Na "Bíblia de Jerusalém", encontramos a expressão "múltiplas provações" e, A Bíblia na Linguagem de Hoje" traduziu "peirasmos" por "todo tipo de aflição". Portanto, a tradução de nenhum deles está errada, Cada um escolheu um sinônimo diferente e o entendimento correto tem que ser extraído do CONTEXTO BÍBLICO e este somente pode ser entendido por aqueles que não apenas leem, mas também ESTUDAM A PALAVRA DE DEUS. Foi o Senhor Jesus quem afirmou - "... no mundo tereis aflições..." - João 16:33 e o Apóstolo Paulo afirmou estar "... transbordante de gozo em todas as nossas tribulações". - II Coríntios 7:4. Foi, pois, dentro deste pensamento que Tiago usou a expressão - "tende grande gozo".

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

O que o Islã ensina sobre Jesus - com comentário de Jônatas Britto



Vídeo muito bom... as palavras deste ensinador muçulmano demonstram muito bem a diferença entre o islamismo e o cristianismo. No islamismo, acredita-se que se alguém cumprir os ensinamentos de Deus (Alá), esse alguém irá para o céu. Esta é a visão islâmica do que significa servir à Deus. Por isso mesmo, este mestre muçulmano aplica sua visão do que é servir à Deus ao cristianismo, e diz àquela moça que alguns muçulmanos servem mais aos ensinamentos de Jesus do que os cristãos.

Mas ao dizer isso, ele também demonstra que sabe tão pouco sobre o cristianismo quanto ela, pois o cristianismo não prega que alguém vai ao paraíso por seguir os ensinamentos de Jesus Cristo. Pelo contrário, ninguém se justificará pelo cumprimento da lei! Somos salvos por meio da fé, pura e simplesmente. A fé não vem de nós mesmos, mas é dom de Deus, para que ninguém se glorie de ter crido.

A moça diz que NÃO SABE se Jesus é Deus. O mestre diz que SABE que Jesus não é Deus. Nesse sentido então, me parece que a moça está sem chão por não conhecer a verdade e o mestre acredita ter chão por conhecer o que na verdade é uma mentira. Logo, não sei qual dos casos é o mais alarmante. No primeiro, o não conhecimento da verdade deixa a moça sem declarações consistentes sobre o Cristo. No segundo, o conhecimento de uma inverdade permite ao metre fazer afirmações seguras, mas infelizmente, falsas.

Diria que a moça está mais vazia de afirmações sobre o Cristo e talvez o Espírito Santo tenha um ambiente mais favorável para lhe apresentar o evangelho, isto é, DEUS, na pessoa do Cristo desceu em carne e osso para nos libertar do pecado e da morte. Isso a deixa talvez numa situação menos alarmante. Já o mestre, se encontra numa situação que acredito ser mais grave. Não por ele ser muçulmano, já que muitos evangélicos caem nessa mesma armadilha. É por acreditar que por sermos bons, por obedecermos nosso livro, por fazermos boas obras, vamos para o paraíso, quando na verdade o que a bíblia diz é que não podemos fazer nada para mudar nosso estado de condenação. Tudo aquilo que podia e precisava ser feito para nos livrar já foi feito! Foi feito por Cristo! Ele consumou isso na cruz e na ressurreição!

Agora só precisamos crer! Nossa ida ao paraíso já está garantida quando cremos, e todas as boas obras que fazemos, não as fazemos para ir ao céu, mas porque já somos cidadãos do céu. Quando cremos, temos em nós refletida a vida que Cristo viveu e o Espírito Santo começa uma obra de transformação em nós, que terminará quando Jesus vier buscar os salvos e julgar o mundo. Por isso, a obediência que está presente em nossa vida não é um esforço para agradar a Deus, mas sim um fruto que o Espírito Santo gera em nós.

Isso tira de nós todos os méritos por qualquer obra de caridade ou obediência, pois fazemos tudo por fé no sacrifício de Cristo, único digno de honra. Mas ao mesmo tempo nos tira o fardo que é impossível de carregar, a saber, o de tentar, com boas obras, apagar todos os nossos pecados e mudar nossa natureza.

COMENTÁRIO -Jônatas Britto

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

terça-feira, 18 de agosto de 2015

sexta-feira, 31 de julho de 2015

O homem como mordomo do tempo - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


Não peça tempo a Deus, porque Deus não tem mais tempo para lhe dar. O tempo que Ele tinha já deu ao homem; deu-o, quantitativamente, igual para todos. O mesmo tempo dado ao Presidente dos EUA, talvez um dos homens mais ocupados da terra, foi também dado a mim e a você, ou seja, 365 dias e 6 horas no ano; elas por elas, 30 dias no mês; 24 horas no dia; 60 minutos na hora; 60 segundos no minuto. Portanto, o tempo do qual o homem necessitava, Deus já lhe deu.

É comum ouvir alguém dizer: eu não tenho tempo, e, o que é pior, há quem diga não ter tempo para Deus ou para fazer alguma coisa pelo Seu Reino. O tempo só vai faltar, principalmente, para as coisas essenciais, se o homem, como mordomo de Deus, estiver administrando mal o tempo que lhe foi dado. Lembre-se que o mordomo pode ser chamado a prestar contas de sua mordomia ao seu senhor. Portanto, administre bem o seu tempo porque Deus não tem mais tempo para lhe dar !

PENSE NISTO !!!

E Deus chamou também Eva! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"E disse o Senhor Deus à mulher: por que fizeste isso?..." - Gênesis 3:13.

O fato de ser a "adjutora" não a isentava de culpa. Ela também conhecia a Palavra de Deus! E Deus - "... ao culpado não tem por inocente..." Naum 1:3. "De maneira que cada um de nós dará conta de si mesmo a Deus." - Romanos 14:12. Portanto - "... a alma que pecar, essa morrerá." - Ezequiel 18:4. Ao interrogá-la, Deus queria ouvir a confissão de sua culpa, do seu pecado. No entanto, assim como fizera Adão, mais uma vez, não houve confissão e nem reconhecimento de culpa, mas, transferência de responsabilidade - "... e disse a mulher: a serpente me enganou...". Isto Deus sabia! Ele queria que ela confessasse seu pecado, declarando-se arrependida e pedindo o seu perdão. Isto não aconteceu e, então, Deus nada pôde fazer por ela.


... e Deus não chamou a serpente...
O objetivo de Deus ao chamar Adão e Eva era o de dar-lhes a oportunidade de reconhecerem o erro cometido, arrependerem-se para que pudessem ser perdoados. Deus não procura o homem para castigá-lo, mas para perdoar; não procura para matá-lo, mas para dar-lhe vida. PENSE NISTO! Por esta razão foi que a "serpente", simbolizando Satanás, NÃO FOI CHAMADA - para Satanás não havia mais possibilidade de perdão.

quinta-feira, 23 de julho de 2015

E Deus chamou primeiro a Adão - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"E chamou o Senhor Deus a Adão e disse: onde estás?" (Gênesis 3:9). Os dois transgressores, Adão e Eva, estavam diante do Juiz! Porém, a autora da ação penal era Eva; Adão era coautor. Do ponto de vista humano, Eva deveria ser indiciada, primeiro. Porém, Deus chamou primeiramente a Adão. Este detalhe costuma passar despercebido. No entanto, isto não aconteceu por acaso. 

O respeito que Deus tem pelo cumprimento de Sua Palavra - Foi Ele quem disse - "... Eu velo sobre a minha palavra para a cumprir" (Jeremias.1:12). Ao formar a mulher o propósito de Deus foi o de dar ao homem uma companheira para ser sua auxiliar - "... far-lhe-ei uma adjutora para que esteja como diante dele" (Gênesis 2:18). Pelo casamento forma-se uma sociedade e não pode haver sociedade sem que haja autoridade. Assim, o Deus que instituiu o casamento como sendo uma sociedade conjugal, também instituiu uma forma de governo, nomeando uma autoridade. Ficou claro que o líder, o governo, o cabeça da família instituída por Deus, seria o homem - Adão. Por isto Deus o chamou primeiro.

A responsabilidade do líder ou governo escolhido por Deus - Aquele que foi constituído por Deus como líder, como governo, é responsável diante d'Ele tanto por suas ações como também por suas omissões. Por esta razão foi que Adão foi chamado primeiro. Ele era o responsável maior. Não importa o cargo que a pessoa exerça: APÓSTOLOS, PROFETAS, EVANGELISTAS, PASTORES, MESTRES e os demais títulos ministeriais ciados pelos homens, todos, sem dúvida, terão, um dia, que prestar contas de suas mordomias - porque "O Senhor é tardio em irar-se, mas grande em força e ao culpado não tem por inocente..." (Naum 1:3). Precisamos crer na justiça de Deus e que toda essa gente - quer sejam os verdadeiros obreiros que estão abusando do amor e da misericórdia de Deus, ou, principalmente os FALSOS OBREIROS que estão usando indevidamente A Palavra de Deus para enganarem o povo, tirando proveitos pessoais - mais dias ou menos dias também serão chamados por Deus, tal como aconteceu com Adão.

Deus chamou primeiro a Adão - Ele confessou sua miséria, mas não o seu pecado - "... Ouvi a tua voz soar no jardim, e temi, porque estava nu..." (Gênesis 3:10). O fato de estar nu era visível. Não era isto o que Deus queria ouvir de sua boca. Estar nu era uma consequência, porém, a causa ele não declarou. Confessar o seu PECADO - isto Adão não fez. Nem confissão nem arrependimento - transferência de culpa - "... a mulher que me deste...", ou seja, eu não pedi uma mulher; foi o Senhor que quis me dar - então - o culpado é o Senhor. Muitos continuam fazendo o que Adão fez – confessam, e lastimam os males provocados pelo pecado - mas não confessam o pecado. Deus, no entanto, quer ouvir a confissão do pecado - do contrário Ele não poderá perdoar. Pense nisto!

Dois ouvidos e uma boca - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"... Mas todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar..." (Tiago 1:19). Deus fez o homem com dois ouvidos e uma só função: ouvir. Com uma só boca, mas, com duas funções: ingerir alimentos e falar. Isto, ao que parece nos dá a dimensão da necessidade de ouvirmos mais, falando menos. Quando falamos, sempre corremos o risco de errarmos mais. Quando ouvimos, especialmente ouvindo os sábios, sempre podemos aprender um pouco mais - "Melhor é ouvir a repreensão do sábio... mas o homem de entendimento cala-se" – (Eclesiastes 7.5 e Provérbios 11.12).

VOCÊ FALA MAIS DO QUE OUVE OU OUVE MAIS DO QUE FALA?


Um preço a ser pago - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)



"Ora, o Senhor disse a Abrão: sai-te da tua terra, e da tua parentela..." - Gênesis 12:1. Deus tinha um plano na vida de Abraão. Ele tinha um pai, já velho, mas seu pai não estava incluído no plano de Deus para sua vida. É certo que ele era um bom filho e amava seu pai, porque se isto não fosse verdade, ele não seria chamado por Deus. Porém, deixar seu pai era um preço exigido por Deus. Há sempre um preço a ser pago por aqueles que recebem uma chamada de Deus - esse preço exige renúncia e obediência - PENSE NISTO!

A alma e o sangue - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)



"Porque a alma da carne está no sangue... porquanto é o sangue que fará expiação pela alma" (Levítico 17:11). Pela Bíblia, alma é sinônimo de vida. O sangue não é a alma e nem alma é o sangue. São duas coisas diferentes. Perceba que está escrito que a alma "está no sangue" e que é pelo sangue que se faz "expiação pela alma". Estar, salvo melhor juízo, é diferente de ser. O sangue é parte do corpo, é matéria, é visível, é palpável! A alma é espiritual, portanto, invisível, não é palpável! Foi colocada no corpo do homem através do "sopro" de Deus. Como sabemos o corpo é o recipiente onde residem a alma e o espírito. O sangue sendo parte deste corpo, ele é o principal depositário da alma. É, pois, através dele que a alma se faz presente em todo corpo, usando-o através dos seus cinco sentidos: visão, audição, paladar, olfato e tato. Afirmar que a alma é o sangue significa falta de conhecimento bíblico.

A Palavra de Deus – o principal hormônio de crescimento da fé - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"De sorte que a fé vem pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus” (Romanos 10.17). A fé é uma das três coisas que um homem de Deus não pode pedir em oração, porque já tomou posse dela no ato de sua conversão. Ela pode crescer, ou, aumentar, e foi isto que os discípulos pediram a Jesus “... Senhor acrescenta-nos a fé” (Lucas 17.5). Assim, uma das maneiras pelas quais a fé pode ser acrescentada é através da Palavra de Deus - pois se é verdade que ela vem pelo ouvir, também é verdade que ela pode crescer pelo continuar ouvindo e ouvindo a Palavra de Deus.

Crente tipo "ÁGUIA" e crente tipo "GALINHA" - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

A águia e a galinha pertencem à mesma espécie. Ambas possuem penas que é uma das características da espécie. Em consequência, possuem também asas, sendo, pois vocacionadas para voar. Porém, a águia voa e a galinha não! Na águia, as asas são maiores que o corpo. Desenvolvidas e fortalecidas, levam o corpo às maiores alturas. Assim, o crente tipo “águia” é aquele que procura fortalecer sua fé através de um “regime espiritual”, procura enfraquecer sua carne a fim de que o corpo não se torne pesado, inviabilizando a capacidade de voar. Na galinha, o corpo é maior que as asas, é pesado! No seu desenvolvimento, investe-se na formação da carne. Quanto mais carnuda, mais pesada ela fica, e menores são suas possibilidades de voar. Algumas com pouca carne até conseguem levantar pequenos voos.

Lembrai-vos da mulher de Ló - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


Lembrai-vos da mulher de Ló” (Gênesis 17.32). Uma advertência feita por Jesus! Porém, a Bíblia não nos leva a entender que ela fosse uma esposa infiel ou mãe irresponsável. Criou duas filhas que, embora estando noivas e residindo em Sodoma – segundo declarou Ló – “... ainda não conheceram varão...”, ou seja, eram virgens (Gênesis 19.8). Seu erro foi amar as coisas e a vida de Sodoma, ou seja, vaidade e materialismo! Sodoma na Bíblia é símbolo do mundo que “está no maligno” (I João 5.19). Portanto, a advertência de Jesus hoje é dirigida para aqueles que amam o “mundo” e as coisas que “no mundo há” (I João 2.15). Assim, não vamos errar onde a mulher de Ló errou!


Obras, não apenas palavra! Realidade, não teoria! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus." – (Mateus 5:16). Obras, não apenas palavra! Realidade, não teoria! Os homens podem não ler a Bíblia, mas “lerão” as vidas dos crentes através dos seus testemunhos. Gostando do que “leram”, depois poderão ler a Bíblia, também. O testemunho de um crente falará mais alto do que qualquer pregação, por seu testemunho ele poderá abrir ou fechar as portas para o Evangelho, pense nisso!

"ÁGUAS", na Bíblia, simbolizam lutas, dificuldades - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


É o que podemos depreender da oração de Davi – “Livra-me, ó Deus, pois as águas entraram até a minha alma” – Salmo 69.1. Assim podemos afirmar que é somente com muito amor que uma família pode sobreviver às “muitas águas”, conforme afirmou Salomão – “As muitas águas não poderiam apagar esse amor nem os rios afogá-lo” (Cantares 8.7). Sem amor os cônjuges podem se afogar numa poça e a família ser arrastada para o fundo do “mar” por um simples filete de água. Oremos em favor de nossas famílias!

quinta-feira, 2 de julho de 2015

QUANDO O VERDADEIRO SE TORNA FALSO! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


Balaão era um profeta verdadeiro! Deus falava com ele - "Então disse Deus a Balaão: não irás com eles, nem amaldiçoarás a este povo, porquanto bendito é". Ele obedecia a Palavra de Deus - "Então, Balaão levantou-se pela manhã e disse aos príncipes de Balaque: ide à vossa terra, porque o Senhor recusa deixar-me ir convosco." - Números 22:12-13.

Todavia, Balaão deixou- se corromper pelo ouro e pela prata do rei Balaque e tornou-se um falso profeta. Esta história repete-se ainda hoje! Assim como o ouro e a prata corromperam aquele profeta, o dinheiro, o poder e a fama continuam corrompendo homens que já foram sinceros e vasos nas mãos de Deus. Quando o interesse e a ambição pessoal ocupam o lugar do compromisso com a Palavra de Deus, então, o homem se torna um falso profeta. No sentido espiritual, perdem a "credencial de profeta", mas continuam "profetizando", e, assim, causando confusão e prejuízos à obra de Deus. Não se deixe enganar por esses falsos obreiros que podem já ter sido homens de Deus, mas que, por interesses pessoais, estão semeando heresias na seara do Senhor. PENSE NISTO!

O ERRO DOS ESCRIBAS E DOS FARISEUS DO "TEMPO" DE JESUS - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"Ai de vós, escribas e fariseus hipócritas" - Mateus, 23.
Eles tinham dois tipos de conduta - uma quando estavam ministrando a Palavra; outra, quando cuidavam de seus próprios interesses! Nas Sinagogas, pareciam uma bênção, verdadeiros exemplos de virtude e santidade! Porém, transmudavam-se ao sair delas! Era como se tivessem duas personalidades que lhes permitissem duas condutas diferentes e antagônicas - uma conduta religiosa, digna de ser imitada e uma conduta perversa e hipócrita que deveria ser rejeitada. É como se tivessem uma "capa para o serviço religioso", a qual pudesse ser deixada num armário, ao saírem das Sinagogas ou das dependências do Templo. SERÁ QUE OS ESCRIBAS E FARISEUS DEIXARAM DISCÍPULOS E ELES CHEGARAM ATÉ NOSSOS DIAS?

O PECADO DA IDOLATRIA - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"Não terás outros deuses diante de mim..." Êxodo 20:3.
Israel fez muito mais do que aquilo que Deus proibira. Fez imagens de escultura e encurvou-se diante delas; construiu altares e santuários pagãos! Parece incrível, mas aconteceu! Aconteceu com um povo chamado para ser santo!
MAS NÃO ACONTECEU SÓ COM ISRAEL. Muitas coisas semelhantes estão acontecendo também hoje. Denominações evangélicas não colocam Baal ou Astorete em seus altares, mas colocam o "mundo", colocam o "eu", colocam a "carne", colocam os "interesses financeiros". Assim, são todas, igualmente, idólatras como foi Israel - porque ídolo é tudo aquilo que ocupa o lugar de Deus em nossas vidas, razão pela qual, o apóstolo João advertiu, dizendo - "Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém!" - I João 5:21.

O DEUS APRESENTADO PELA BÍBLIA! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

A Bíblia em nenhum dos seus 31.173 versículos procura provar a existência de Deus ou sua origem. No seu primeiro versículo não está escrito que Deus existe, mas que ele é o Criador dos céus e da terra - "No princípio criou Deus os céus e a terra." - Gênesis 1:1. Neste primeiro versículo Deus é apresentado como sendo um Ser perfeito e o Todo Poderoso, o Criador de tudo e de todas as coisas. Deus é o princípio, a causa, a fonte de tudo que existe. A Bíblia não abre qualquer possibilidade de contradição ou de qualquer discussão a respeito de Sua existência. Deus existe e este é um fato acabado, indiscutível! CRER, ou não CRER, é um problema do homem! SE crer, DEUS EXISTE; se não crer, DEUS CONTINUA EXISTINDO. A decisão é do homem. PENSE NISTO!


O POLITEÍSMO - uma invenção do homem - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Vede, isto tão somente achei: que Deus fez o homem reto, mas ele buscou muitas invenções." - Eclesiastes 7:29 - palavras ditas por Salomão.
Deus criou o homem perfeito, sendo que este homem deveria adorar a um Deus também perfeito, o seu Criador. O homem, porém, preferiu criar seus próprios deuses, afundando-se no politeísmo ou na idolatria. Tendo sido criado à imagem e semelhança de Deus, o homem preferiu fazer seus deuses de acordo com sua própria imagem. Pela Bíblia, contudo, sabemos que só o SENHOR É DEUS! Foi o próprio Deus quem afirmou que - "... antes de mim deus nenhum se formou, e depois de mim nenhum haverá." - Isaías 43:11. É dele também esta declaração - "Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura." - Isaías 43:10. A respeito de Deus, afirmou Moisés - "... de eternidade a eternidade, tu és Deus." - Salmo 90:2. Sendo eterno, Deus não tem antes e nem depois. Portanto, a afirmação feita por Ele de que não houve nenhum deus antes e nenhum depois dele, significa dizer que - SÓ O SENHOR É DEUS! - CREIA NISTO!

"FALA-ME SUAVEMENTE, FALA COM MUITO AMOR" - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)



É o que diz um conhecido hino da Harpa Cristã. Todavia, nem sempre obedecemos quando o Senhor fala desta forma. Então, Ele necessita falar mais forte, com mais vigor e mais autoridade. ACONTECEU EM JERUSALÉM - Até o capítulo 6 de Atos dos Apóstolos, já passados cerca de três anos da ascensão de Jesus e de sua ordem imperativa do "Ide por todo mundo", do "ser-me-eis testemunhas ... até os confins da terra" não estava sendo cumprida. Todos permaneciam em Jerusalém! ENTÃO O SENHOR MUDOU O TOM DE SUA VOZ! Permitiu o "mover das águas"! O mar agitou-se, o céu escureceu, a tempestade caiu! Ele fala na altura, ou da forma que nossos ouvidos espirituais puderem ouvir. O SENHOR PERMITIU A MORTE DE ESTÊVÃO - "E fez-se, naquele dia, uma grande perseguição ... e todos foram dispersos ... exceto os apóstolos." - Atos 8:1. Só assim a ORDEM DE JESUS COMEÇOU A SER CUMPRIDA!

PARA A IGREJA E PARA TODOS OS OBREIROS DO BRASIL, PELA SUA MISERICÓRDIA, DEUS AINDA ESTÁ FALANDO "SUAVEMENTE", PORÉM, TAL COMO ACONTECEU EM JERUSALÉM, ELE PODE MUDAR O TOM DE SUA VOZ - OREMOS PELO BRASIL!

BENIGNIDADE - O QUE É? - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)

"Misericordioso e piedoso é o Senhor; longânimo e grande em benignidade." - Salmo 103:8.
Sendo que Deus é "grande em benignidade", seus filhos também devem ser. Você é filho de Deus? Mas, o que significa ser benigno? Já se disse que a benignidade pode ser exemplificada pela maneira como lidaríamos com uma caixa de copos de cristal de fina qualidade. Trata-se de algo muito caro, porém, muito frágil. É preciso delicadeza no trato! Delicadeza é um sinônimo de benignidade. Benignidade pode significar, ainda, doçura de temperamento, gentileza, ternura, complacência. O que tem prazer em fazer o bem, que é cortês, Uma pessoa benigna, é uma pessoa fina, educada, de bom caráter, porque a personalidade humana é como aquela "caixa de copos de cristal" - valiosa, frágil, devendo ser manejada com cuidado, com benignidade. Um homem rude, grosseiro, mal educado, agressivo, "casca grossa", não é um homem benigno - mas também não é um filho de Deus! VOCÊ FILHO DE DEUS?

"MAMOM" - um deus que cheira mal! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"Ninguém pode servir a dois senhores...Não podeis servir a Deus e a Mamom." Foi o que disse Jesus - Mateus 6:24. O termo "mamom" é de origem aramaica, tendo sido traduzido para o português como "riquezas". É, pois, sinônimo de dinheiro. O filósofo inglês, Francis Bacon, afirmou, com sabedoria, que: "O dinheiro é como o adubo: só serve quando espalhado." É certo que um monte de adubo cheira mal e não beneficia a terra na sua produção. Assim, dinheiro amontoado,sem poder ser usado, exala mal cheiro; mas, dinheiro aplicado em benefício próprio, em benefício do próximo, em benefício da obra de Deus, é como o adubo espalhado na terra para produção de alimentos. Uma bêncão! Aquele que amontoa dinheiro, torna-se servo dele e ninguém pode "servir a dois senhores. 
"E perguntou-lhe um certo príncipe, dizendo: Bom Mestre, que hei de fazer para herdar a vida eterna?" - Lucas 18:18. Ele era jovem, rico e príncipe. Ele possuía as três coisas que um homem gostaria de ter - juventude, riqueza e posição social. Mas, sentia que lhe faltava alguma coisa e ele não sabia o que era. Na verdade, faltava Deus em sua vida, faltava-lhe a salvação! AO HOMEM SEM DEUS, SEMPRE FALTARÁ UMA COISA! SEM A PRESENÇA DE DEUS EM SUA VIDA, NINGUÉM SERÁ PLENAMENTE FELIZ - PENSE NISTO!

A ONISCIÊNCIA DE DEUS - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"O homem que se põe à beira de um rio, vê apenas aquela parte do rio que passa; mas quem está no ar, em lugar muito alto, vê todo o seu curso, onde começa e como é seu leito. Semelhantemente, Deus, de uma vez só, vê o início, o decurso e o fim das ações; o que quer que pensemos, falemos ou façamos, Ele o vê em sua inteireza" - (Mantou). Deus é onisciente - Portanto - "Entrega o teu caminho ao Senhor..." e descanse, porque Ele sabe o que é melhor para os seus filhos - Salmo 37:5.

PREGUIÇA NÃO É COISA DE DEUS! - Dr. Antonio Sebastião (Diretor da FATESA - Casa do Saber)


"... Meu Pai trabalha até agora, e eu trabalho também." - João 5:17.

Preguiça: pouca disposição para o trabalho; aversão ao trabalho. O trabalho foi instituído por Deus antes do homem pecar - "E tomou Deus o homem e o pôs no jardim do Éden para o lavrar e guardar" - Gênesis 2:15. Deus não criou o homem para viver em ociosidade: também nada criou inútil, sem funções! Assim, um homem normal não pode viver em ociosidade, porque preguiça não é coisa de Deus. PENSE NISSO!

segunda-feira, 8 de junho de 2015

domingo, 7 de junho de 2015

DIP - Assembleia de Deus em Parque Erasmo Assunção

O dia 31 de Maio de 2015 foi o Domingo da Igreja Perseguida. Um dia de reflexão e oração por uma parte da igreja de Jesus Cristo. Àquela que diferentemente de nós aqui no Brasil, sofre tremenda perseguição. Mas porque há no mundo um número tão grande de cristãos, sofrendo perseguição? A razão é a sua fé. O verdadeiro cristão é aquele que crê em Jesus Cristo como Seu Senhor e Salvador. Mais do que isso, é aquele que busca a cada dia praticar as mesmas obras que o seu Mestre. Viver a vida de Deus, ou, praticar as obras que Jesus praticou, é andar na contramão do mundo, lutar contra o mal, promover o bem, através da pregação do Evangelho de Salvação. Sendo assim, não é difícil entender porque verdadeiros cristãos estão sempre correndo o risco de sofrer algum tipo de perseguição. Naturalmente não é “algum tipo” de perseguição,  que tem causado tanto sofrimento aos servos de Deus.