sábado, 7 de julho de 2018

CONFIANÇA - PASTOR ARY - IGREJA BATISTA SHALOM -SÃO CAETANO DO SUL -SP



“Maldito o homem que confia no homem, que faz da carne o seu braço e cujo coração se aparta do Senhor” (Jeremias 17:5).

Segundo o dicionário, a palavra confiança significa: confiar em alguém, ter a certeza de realizar algo, excesso de liberdade, ou intimidade com alguém, crédito, ter fé, etc... Muitas vezes depositamos confiança em pessoas em quem julgamos confiáveis. Parecem estar sempre ao nosso lado, nos apoiando, dizendo palavras de ânimo, estimulo, coragem, etc... Em alguns momentos essas pessoas se tornam tão íntimas, que passamos a confiar mais nelas do que nas pessoas mais próximas de nós, e em alguns casos as achamos super confiáveis. Passamos a compartilhar os nossos problemas pessoais, achando que essas pessoas podem resolver as nossas questões mais difíceis. Mas em um determinado momento, essas pessoas que víamos como confiáveis, viram as costas para nós, e tudo aquilo que pensávamos a seu respeito, cai por água abaixo.

A Palavra de Deus é muito linda e verdadeira, quando diz, “maldito o homem que confia no homem...”. A nossa confiança tem que estar depositada naquele que nunca irá nos deixar na mão, jamais nos abandonará em uma batalha. “Não” - Ele sempre estará presente ao nosso lado, e ainda mais maravilhoso, pelejará por nós. Ele não é somente poderoso, Ele é TODO PODEROSO. A palavra de Deus diz: “Bendito o homem que confia no Senhor e cuja esperança é o Senhor”. (Jeremias 17:7). Quando nós depositamos total confiança no Senhor, podemos descansar.

O TEMPO PERTENCE A DEUS! - PASTOR ARY - IGREJA BATISTA SHALOM -SÃO CAETANO DO SUL -SP



Nós temos o péssimo hábito de querer tudo para “ontem”. Queremos que as coisas aconteçam do nosso jeito e no nosso tempo. É muito difícil nos dias atuais dizer para uma pessoa ansiosa se acalmar, e que tudo acontece no tempo determinado por Deus. Porém a palavra de Deus nos diz:

“Para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu: Tempo de nascer e tempo de morrer, tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou, tempo de matar e tempo de curar, tempo de derrubar e tempo de construir, tempo de chorar e tempo de rir, tempo de prantear e tempo de dançar, tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntá-las, tempo de abraçar e tempo de se conter, tempo de procurar e tempo de desistir, tempo de guardar e tempo de lançar fora, tempo de rasgar e tempo de costurar, tempo de calar e tempo de falar, tempo de amar e tempo de odiar, tempo de lutar e tempo de viver em paz.” (Eclesiastes 3:1-8).

Creio ser esse, um dos mais belos textos da Bíblia, no entanto, quando os nossos sonhos, objetivos, metas e tantas outras coisas que aguardamos não acontecem, ficamos irritados porque está demorando muito, e acabamos nos esquecendo dessas palavras. E surgem aquelas famosas frases: “Ah, se eu tivesse comprado o meu carro novo, se tivesse construído a minha casa, etc..." Mas será que seria bom mesmo, se tudo aquilo que tanto queríamos, ou sonhávamos, se realizasse na nossa hora e do nosso jeito? Não devemos esquecer que os nossos planos nem sempre são os mesmos planos que Deus tem para nós. A verdade é que Deus conhece você muito bem e sabe exatamente o que é melhor para a sua vida. E nem tudo o que parece ser bom é o que Ele tem preparado para você! Se os seus “planos e sonhos” ainda não se realizaram é porque a hora certa ainda não chegou. Se algo não deu certo no passado, não quer dizer que não dará certo no futuro. Aguarde e você verá a fidelidade de Deus!

DEUS NÃO VÊ COMO O HOMEM VÊ - PASTOR ARY - IGREJA BATISTA SHALOM -SÃO CAETANO DO SUL -SP



“Deus não vê como o homem vê, Ele está atento ao nosso coração” (1 Samuel 16:7).

Geralmente nós olhamos para o exterior das pessoas, seu porte físico, sua condição financeira etc... Que a aparência engana, todos nós sabemos. Mesmo assim deixamo-nos levar por ela. Quantos de nós já tem se confundido com algo ou a respeito de alguém... é bem provável que você já tenha se deixado levar por algo que na verdade, não era tanto quanto imaginava, e também é possível que você já tenha tido a surpresa de descobrir que aquilo que se apresentava, não tinha nada a ver. Se por um lado a visão humana pode ser errada, a visão de Deus é infalível, é precisa, é exata, certa, definida, clara. Nós enxergamos até a próxima esquina, mas, Deus contempla tudo. E quando Deus vê, Ele mostra o que está encoberto. Isso significa que Deus enxerga mais do que nós podemos ver. Por isso não se impressione com aquilo que está aparente, você pode se enganar. Muitas vezes pessoas para as quais que não damos nada, são aquelas que possuem um tesouro muito precioso que dinheiro nenhum pode pagar. No que você está fixando os seus olhos? Cuidado! As aparências enganam!

quarta-feira, 18 de abril de 2018

VOCÊ JÁ AGRADECEU PELO DIA DE HOJE? - PASTOR ARY - IGREJA BATISTA SHALOM -SÃO CAETANO DO SUL -SP


A palavra gratidão tem origem no latim “Gratia”, que significa: graças. Ser grato é reconhecer que um fato que aconteceu lhe trouxe benefícios. É uma atitude simples, ainda assim é uma raridade hoje em dia. Esse ato nobre não é um hábito para grande parte das pessoas. Quero citar uma frase de Shakespeare: “A gratidão é o único tesouro dos humildes”. Quando exercemos a gratidão, são diversos os benefícios físicos, mentais e emocionais. Gratidão não é somente dizer: “Muito obrigado”, ou até mesmo aquela famosa expressão que muitos utilizam: “Valeu” – isso significa gentileza. Uma atitude de gratidão é valorizar verdadeiramente e de forma diferente pelo benefício recebido. Para ser grato é necessário ter sensibilidade e humildade. Atitudes de ingratidão são as mais fáceis de identificar. Gratidão é um exercício de amor, apoio, colaboração mútua, ajuda - atitudes superiores a qualquer interesse. Não se faz algo pensando no que se ganhará em troca. A palavra de Deus nos diz no Salmo 116.12 “Que darei eu ao Senhor por todos os benefícios para comigo”? Se desejamos ser gratos, devemos ver que há algo especial em tudo o que é colocado em nossas mãos. Devemos nos lembrar de que Deus é a fonte de todas as coisas boas que recebemos e que existe um princípio espiritual: “Quando há gratidão, há multiplicação e há prosperidade em todas as coisas”. Será que eu e você somos gratos a Deus independente das circunstâncias? Pense neste momento, em alguns motivos pelos quais deve agradecer mais ao Senhor. Como poderemos retribuir ao Senhor por tudo o que Ele tem feito? Em que podemos melhorar para nos tornarmos gratos? Gratidão deve ser um hábito de vida, um exercício diário. Simplesmente agradeça!

O MEU POVO É DESTRUÍDO PORQUE LHE FALTA O CONHECIMENTO - PASTOR ARY - IGREJA BATISTA SHALOM - SÃO CAETANO DO SUL - SP


Nós brasileiros temos o costume de utilizar alguns bordões como, por exemplo: “Diga –me como quem andas e te direi quem és”; “É dando que se recebe”; e um bem famoso e muito falado: “A voz do povo é a voz de Deus”. Quando Jesus andou na terra, a opinião do povo a seu respeito era variada. Uns o consideravam pecador (Jo 9.16) ou endemoninhado (Mt 12.24), e outros criam que era um profeta (Mt 16.13,14). Enquanto isso, a voz de Deus ecoava “Este é o meu filho amado, em quem me agrado” (Mt 3.17). A voz do povo não é a voz de Deus. São bordões que não estão na Bíblia.

A palavra de Deus nos leva ao conhecimento da verdade que revela a sua vontade suprema. Desde o princípio da criação do homem, ficou claro que nascemos sem nada e que morremos sem nada levar deste mundo. O Senhor sempre advertiu o homem, do mal que causa a ganância, citou em várias passagens, que não andemos preocupados em ajuntar riquezas aqui. Onde os ladrões roubam, mas que ajuntemos tesouros no céu, onde nem a traça, e a ferrugem consomem (Mt 6.19). Você parou para observar à sua volta, como as pessoas se esforçam para estudar, trabalhar, para alcançar algo na vida? Estudar e trabalhar - não é errado, mas muitos se dedicam tanto, que esquecem até da família, mas com que propósito estudam e trabalham tanto? E quando conseguem ter uma melhora na vida, olham lá de cima e estufam o peito dizendo: “eu consegui tudo isso”! Nem ao menos se lembram de que Deus os ajudou a chegar aonde chegou. Mas prosperar não é pecado, pecado é a ganância, a soberba de coração, é juntar muito e esquecer-se de repartir.

Jesus citou a história do jovem rico, que se entristeceu quando Ele lhes disse que vendesse tudo e o seguisse. Olhe ao redor e veja quantas pessoas não têm o que você tem. Mas vivem gratos a Deus porque o pouco com Deus é muito, e o muito sem Deus é nada. Deus provê o seu sustento todos os dias, não falta o pão, nem as vestes, nem o calçar. A grande maioria não tem uma casa maravilhosa, mas ela os abriga e os conforta, não é ter muito que faz uma pessoa feliz, quantas pessoas famosas e ricas se suicidam a cada dia por causa do vazio interior, porque dinheiro não compra felicidade, a paz de espírito, nem a salvação. Só Jesus traz paz e alegria a uma vida vazia e sem esperança, só a sua doce presença põe fim à escuridão que há em nossas vidas, por isso, não adianta acumular riquezas aqui neste mundo, pois elas podem acabar repentinamente, ou aos poucos, consumidas pelas doenças, ou gastas em diversões, e tudo mais. Sabemos que tudo isso é temporário aqui. Porque nada trouxemos para este mundo e nada podemos levar dele. No livro de Provérbios 11.24 “Um homem dá liberalmente e enriquece; outro retém mais do que é justo e empobrece”. Provérbios 15.15 “Melhor é o pouco com o temor do Senhor, do que um grande tesouro com a inquietação”.

Falta mais conhecimento do povo – em Oséias 4.6 - “O meu povo é destruído porque lhe falta o conhecimento”.